PINTURAS RECENTES, 2002-2005

 

2002 marca o regresso à pintura: precisamente com o regresso a uma das minhas últimas obras: Nú Branco Grávido. Esta obra estabelece uma ligação entre o trabalho desenvolvido em 92-95 e a presente exploração: a evolução da minha pintura, que passou por uma fase de depuração muito acentuada em 92, com as Pinturas e Elegias Brancas (cujo Nú Branco Grávido é uma espécie de fusão estilistica), desenboca agora numa fase eminentemente expressiva: o desenho depurado e purificador deu lugar a um desenho depurado, sim, mas totalmente expressivo, o qual o artista não controla completamente: a tinta é despejada sobre o desenho prévio. Esta acção do acaso na obra é similar à produzida em "White Land", no qual a acção do tempo, e das circunstâncias exteriores à própria obra, modelam o significado da mesma. Já vimos este mesmo aspecto acontecer nas Pinturas Brancas de 92...



Roseira Branca
2005-869
80 x 80 cm; téc. mista s/ tela
500€


Desejos Brancos
2005-863 (políptico)
130 x 100 cm; téc. mista s/ tela e veludo

1000€


Brancos Suspiros de além mar
2005-864 (tríptico)
150 x 100 cm; téc. mista s/ tela e veludo
1000€

index


Olhos da fervença
2005-868 (díptico)
100 x 140 cm; téc. mista s/ tela
850€

Cosmogonia I
2005-875
80 x 80 cm,
téc. mista s/ tela
500€

Cosmogonia II

2005-876
70 x 100 cm, téc. mista s/
tela
650€