PAISAGENS SERRANAS, 1993-94
   

Uma viagem. Uma revelação. O impacto. A paisagem da Raia. Vários conjuntos de pedras de formato oval. Apontam cabeças e personagens que espreitam o caminho. Nestas formas as "Elegias"; uma clarividência que se pronuncia no espírito.
O imaginário e a relação entre o natural e a criação são a base destas pinturas. No fundo, existe um questionar sobre a natureza destas paisagens ,aparentemente anti-naturais, paisagens que parecem feitas pelo homem, mas que, no fundo, são simples prodígios da natureza.


Paisagem Serrana I
1993-447
150 x 200 cm, tinta plástica, areia,cera e carvão s/ tela
(Casa dos Manta, Coimbra)


Paisagem Serrana II
1994-448
120 x 140 cm, tinta plástica, areia,cera e carvão s/ tela
(Casa dos Manta, Gouveia)
index  
Paisagem Serrana IV
1994-511
100 x 100 cm, tinta plástica, areia,cera e carvão s/ tela
(Menção Honrosa Prémio Mateus Fernandes)
(Casa dos Manta, Gouveia)

Paisagem Serrana IX
1993-566B
80 x 100 cm, tinta plástica, cera e carvão s/ pano cru
(Casa dos Manta, Gouveia)